Como fazer um planejamento eficiente do meu negócio?

jul / 22

Como fazer um planejamento eficiente do meu negócio?

By / admin / 0

Quando você inicia um negócio, deve inicialmente pensar na modelagem dele.  Mas, o que isso quer dizer, digo o que quer dizer esse termo “modelagem”?

Modelar um negócio significa a sua capacidade em desenhar como exatamente as coisas vão acontecer.

Algumas perguntas podem ajudar nesse primeiro passo que antecede outros dois importantes passos: a formalização do seu negócio, com toda a documentação necessária e o planejamento.

Um planejamento adequado perpassa por várias etapas, dentre elas a organização do budget, ou seja o “orçamento” de sua empresa. Embora esse termo tenha vindo do universo das corporações multinacionais, o termo em inglês significa simplesmente orçamento, ou na prática, em um universo de empreendedorismo, significa orçamento estático, ou seja, todo aquele levantamento de ativos X passivos (entradas X saídas) que  possam ser considerados como gastos e receitas fixas, que provavelmente não vão mudar. No mundo corporativo, quanto mais próximo o budgest estiver da realidade vivida, melhor, por isso uma prática comum é  o “forecast” que consiste em um processo: o de revisão do budgest.

Enfim, no âmbito do planejamento, ainda podemos setorizar por planejamento financeiro, planejamento operacional e planejamento estratégico, considerando que este último, esteja intimamente ligado à modelagem do negócio, à capacidade de o empreendedor tomar as rédias de seu negócio e fazer escolhas significativas para o crescimento do negócio, esse tipo de planejamento tem uma relação forte com o projeto de vida do empreendedor , sua visão, sua missão de vida.

Também é importante reforçarmos que quanto mais o empreendedor cuidar do seu mindset, melhor vai gerir o negócio. É muito importante manter-se saudável fisicamente e mentalmente. É importante aprender técnicas de gestão das emoções para que assim consiga manter um bom fluxo de gestão.

Mas vamos voltar ao nosso termo inicial: modelagem.

Uma primeira dica se você está pensando em empreender, tem uma suspeita do que poderia fazer mas não sabe ao certo que caminho seguir: procure compreende-se inicialmente.

Essa primeira dica está relacionada à construção de um mindset empreendedor. Corresponde à capacidade de tomar boas decisões desde o inicio. Então quais  seriam as  boas decisões em um mercado tão instável, em uma economia que flutua, em uma cultura tão diversificada e difícil de prever hábitos e necessidades de consumo?

Eu diria que a boa primeira decisão é aquela que corresponde exatamente ao que vai fazer para oferecer como seu trabalho. Pense no que melhor pode fazer para as pessoas, pense no que melhor pode ajudar as pessoas. Onde existir uma oferta de um produto ou serviço que resolva um problema para alguém, ou que apresenta uma solução para algum nicho, aí está a boa decisão.

Ocorre que sei que nem sempre é fácil entender  se o que sabemos fazer corresponde a uma solução para alguem,  ou ainda sabemos que não é simples compreender que as vezes o que se sabe fazer de melhor não esteja tão alinhado assim a uma solução, pois a forma como entregamos não corresponde à expectativa sempre, por parte de quem recebe e as experiencias negativas ou que deixaram em dúvida sua capacidade de fazer um bom trabalho não podem ser um impeditivo para que continue. Talvez só tenha faltado esse primeiro passo da modelagem.

Modelar significa criar um modelo de negócio, significa pegar um lápis e um papel e começar a desenhar, em esquemas mesmo, como o negócio vai funcionar. Nessa etapa, é importante perguntar as pessoas sobre as expectativas, ideias delas a respeito de seu modelo de negócios. E a cada feedback, você vai ajustando a idealização da entrega de um produto ou serviço, conforme vai “percebendo” um primeiro contato com o mercado. Evite compartilhar o seu modelo de negócios com pessoas que possuem uma mentalidade muito distante do que você faz, sua área de formação e acredite, se buscar apoio, orientação com um empresário do mesmo mercado, que já esteja estabelecido, será bem recebido provavelmente. Empresários adoram se ajudar, e é um mito, uma crença limitante achar que encontrará uma disputa, ou um adversário que queira te derrubar.

Na verdade grandes empresários se ajudam, se complementam, pois sabem que podem unir forças para fortalecer o mercado, sabem que não podem ofertam de tudo, que cada um corresponde a um nicho, que atende de uma forma muito específica.

Por isso empresários de verdade são parceiros de negócios, se reúnem até em associações, em reuniões para conversarem sobre caminhos a seguir.

Para te ajudar nesse processo inicial, vamos compartilhar com você um Modelo Canvas, que ao preencher começará a pensar inevitavelmente em aspectos importantes de seu negócio.

Canvas é um método criado por um teórico e empreendedor suíço, o Alexander Osterwalder, e esse método foi apresentado em seu livro “Business Model Generation” e ao preencher esse mapa, praticamente começará a modelar o seu negócio. Veja como pode ser um Mapa Canvas em que você poderá se apoiar para começar a decidir os passos de sua empresa.

Sobre cada item, você deve saber:

1- PARCERIAS: quem serão os principais parceiros e os principais fornecedores?

2- ATIVIDADES: Quais são as atividades principais? São Produtos ou Serviços? Ou os dois?

3- PROPOSTAS DE VALOR: o que de valor entregará aos clientes? Qual problema você ajuda a solucionar?

4- RELACIONAMENTO COM CLIENTES: como pretende se relacionar com os clientes em potencial? Qual será a estratégia de marketing, de prospecção?

5- SEGMENTOS DE CLIENTES: Como delimitará seu público alvo e dentro deste público, um nicho, com suas personas?

6- RECURSOS: Quais recursos são necessários? Recursos financeiros, Recursos Humanos, Recursos Físicos…

7- CANAIS: quais são os melhores meios para eu encontrar essas pessoas que talvez precisem de seu produto ou serviço?

8- ESTRUTURA DE CUSTO: Por quais valores estaria o negócio alinhado a qual público consumidor? Como me posicionaria no mercado? Qual o custo/ticket médio?

9- FONTES DE RECEITA: Quais as fontes de entrada do negócio? Existe alguma fonte principal, permanente?

Agora uma coisa muito muito importante, toda e qualquer iniciativa de começar um negócio, deverá estar alinhada ao seu propósito de vida. O que de fato você gosta de fazer? No que você acredita? No que você se apoia para criar uma solução a um problema o qual talvez tenha vivenciado de alguma forma, direta ou indiretamente?

Então você precisa preencher um mapa anterior, o mapa das habilidades e prioridades. Quer saber mais sobre como descobrir suas habilidades e prioridades na vida?

Mande uma mensagem pra mim que podemos conversar um pouco sobre isso, posso lhe ajudar nessa etapa.

Eu me chamo Cinthia Guidini, mãe, empreendedora, Mestre em Educação e Consultora Empresarial.

Encontre-me via e-mail, ou ainda, você poderá encontrar outros conteúdos por aqui ou nas redes @collettivita 😉

    Leave a reply

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese